Artigos

Contagem decrescente para o Concours Mondial de Bruxelles

Já faltam poucos dias para a 30º edição do Concours Mondial de Bruxelles (CMB) um dos concursos de vinho de maior prestígio internacional, que terá lugar entre 12 e 15 de Maio, em Poreč, na Croácia.

Milhares de vinhos de 50 países serão avaliados durante três dias, de 12 a 14 de Maio, por 350 provadores de todo o mundo. O programa foi apresentado recentemente no Hotel Esplanade, em Zagreb, numa conferência de imprensa.

O concurso teve início em 1994 e, desde 2006, tem-se realizado quase todos os anos num país diferente. Este ano será na Croácia. «As organizações de eventos de renome mundial cada vez mais escolhem destinos croatas. Estou certo de que todos beneficiaremos e utilizaremos esta oportunidade para a promoção do turismo, bem como para o desenvolvimento da indústria vitivinícola croata, que provou ser de melhor qualidade, e tem sido cada vez mais reconhecida ao longo dos anos pelos amantes do vinho», disse Kristjan Staničić, diretor da Direção Nacional do Turismo da Croácia. «Além disso, os enoturistas procuram experiências autênticas e únicas quando visitam destinos turísticos, enquanto descobrem e consomem os vinhos e gastronomia local, o que proporciona aos visitantes uma experiência única. A Croácia tem uma longa tradição de vinificação, que representa a identidade e a cultura de cada região, tanto ao longo da costa como no interior», acrescentou ainda, dizendo ser também uma excelente oportunidade para os viticultores croatas se apresentarem ao público internacional.

Segundo Baudouin Havaux, Presidente do Concours Mondial de Bruxelles, a organização está feliz por organizar o 30º Concurso Mondial de Bruxelles na Ístria: «A competição é vista como um indicador das tendências do mercado e a Croácia é um destino muito promissor, com uma história rica que remonta à antiguidade. Hoje em dia, o país possui uma vasta gama de castas autóctones e esta autenticidade é algo que os consumidores procuram cada vez mais. Do perito em vinhos ao curioso amante de vinho, o cenário vitivinícola croata merece certamente a atenção de todos!». Havaux afirou que ainda que, desde o início da colaboração com a Croácia, a organização ficou impressionada com a importância das famílias e a autenticidade das vinhas, em sintonia com o seu ambiente natural. «Aqui, mais do que nunca, o vinho é parte integrante do turismo e o Concurso trará provadores vindos de todo o mundo  para esta região vinícola que combina paisagens magníficas, gastronomia e vinhos de qualidade. Estes jurís tornar-se-ão certamente os novos embaixadores de uma região que vale bem a pena visitar!».  Ao estabelecer parcerias com a Croácia, a Ístria e a cidade de Poreč, o CMB encontrou parceiros empenhados e apaixonados. «As pessoas que aqui conhecemos são profissionais dedicados e qualificados que partilham o nosso compromisso com a excelência e qualidade», rematou.  

Reconhecimento para a Ístria

O presidente do município da Ístria, Boris Miletić, afirmou que acolher o concurso de vinhos mais prestigioso do mundo, o Concours Mondial de Bruxelles, é uma honra excepcional. «Este é um grande reconhecimento para a Ístria, uma pequena região vinícola que foi selecionada no ano passado no quadro de uma dura competição, vencendo regiões vitivinícolas muito maiores. É também a confirmação de que escolhemos a estratégia certa na Ístria, centrada na qualidade, e que as nossas castas autóctones, principalmente Malvasia e Teran, se tornaram nos símbolos mais conhecidos da península da Ístria, uma marca muito apreciada no mercado mundial», disse o presidente do município da Ístria. O diretor do Turismo da Ístria, Denis Ivošević, acrescentou que as adegas e os lagares de azeite da Ístria são hoje em dia, atrações turísticas, verdadeiros pequenos museus de gastronomia.

O presidente da câmara de Poreč, Loris Peršurić afirmou que este concurso de vinhos, que terá lugar no salão Žatika de Poreč uma semana depois de Vinistra, é a confirmação de que Poreč se tornou uma cidade vinícola, que, segundo Nenad Velenik, diretor do gabinete de turismo da cidade, espera uma excelente estação.

Uma ferramenta de promoção para a Ístria e Croácia

«Estamos orgulhosos de que a Ístria se tornará o coração da Europa durante alguns dias. Acredito que esta será um grande momento de promoção do vinho e do turismo para a Croácia. Para o Plava Laguna é um prazer ter a oportunidade de fazer parte desta grande história. No Plava Laguna, somos guiados por uma atitude ‘seis estrelas’, onde cada um dos nossos hóspedes é um convidado VIP. Acreditamos que a nossa hospitalidade irá encantar os nossos convidados que vêm a este prestigioso concurso de vinhos e que será um bom prelúdio para a história do vinho que Poreč e Vinistra têm vindo a contar», disse Emil Perdec, Director da Restauração e Bebidas do Plava Laguna, uma conhecida empresa hoteleira em Poreč, e um parceiro de longa data da Vinistra.

O Presidente da Vinistra, Luka Rossi (na foto de entrada, à direita, ao lado de  Baudouin Havaux), salientou que entre os 350 provadores, 10% são sommeliers, 12% são comerciantes e distribuidores de vinho, 18% são enólogos, enquanto 60% são jornalistas de vinho e gastronomia, que irão escrever as suas impressões nos meios de comunicação social mundiais após a sua visita a Ístria. «Ao organizar o Concours Mondial de Bruxelles, a Ístria posicionou-se no mapa mundial do vinho e reforçou a sua posição a nível europeu e internacional. Este prestigiado Concurso afeta diretamente os setores do turismo, economia e vinho, devido à sua importância global e a região na qual é organizado ganha a sua visibilidade. Preparámos para os nossos convidados excursões atrativas com visitas às vinhas da Ístria, e tenho a certeza de que desfrutarão de tudo o que irão ver e experimentar», afirmou Rossi.

A conferência de imprensa contou também com a presença do representante do Primeiro Ministro da República da Croácia, Secretário de Estado do Ministério da Agricultura, Tugomir Majdak.